Investir e administrar um novo negócio sem sair de casa, no conforto do lar, tendo flexibilidade de horários na gestão de um empreendimento, é um sonho de muitos empreendedores. Você pode conseguir isso e muito mais através de uma microfranquia lucrativa.

Apesar de consistir em empreendimentos menores, as microfranquias são capazes de proporcionar um lucro bastante significativo, em um curto espaço de tempo.

A procura pelas microfranquias tem aumentado consideravelmente ano após ano e por isso resolvemos abordar este assunto.

Confira abaixo informações relevantes para dominar o assunto e quem saber fazer um investimento nesse ramo para potencializar suas fontes de lucro.

O que é um microfranquia?

As microfranquias lucrativas tem por características um investimento menor que R$80 mil, valor esse considerado bem mais barato que centenas de milhares de reais cobrados por franquias de maior porte.

De acordo com SEBRAE as microfranquias tendem a ser um negócio replicado por meio do modelo de franchising.

Veja também: Conheça 5 Microfranquias Online de baixo investimento

Como referência, a Associação Brasileira de Franchising (ABF) adota o valor de três vezes o PIB anual médio por habitante do país, como valor máximo de investimento para o negócio se classificar como microfranquias.

Como surgiram as microfranquias

Conceito de microfranquias no mundo

De acordo com dados e relatos, a microfranquia surgiu nos Estados Unidos, em meados de 1860.

Neste período, a Singer Sewing Company, fabricante de máquinas de costura, concedia a comerciantes o direito de uso de sua marca e de comercialização de sua linha de equipamentos para comerciantes independentes.

Existem pessoas que defendem que o conceito seria bem mais antigo, por volta da idade média, quando se adotava o feudalismo na Europa e as terras se dividiam entre igreja e nobreza.

Alguns nobres recebiam da igreja o direito de cobrar impostos dos camponeses, para então repassar a arrecadação de volta ao clero, sendo concedido um percentual da arrecadação.

É possível que este tenha sido um começo longínquo da prática de franquear.

Conceito de microfranquias no Brasil

Para quem acredita que a ditadura seria um empecilho para a introdução de microfranquias no Brasil está enganado.

Foi justamente na década de 50 e 60 que surgiu empresas que alcançariam com excelência nichos específicos do mercado.

Você pode gostar de ler: 8 microfranquias de sucesso para quem quer investir pouco

As escolas de inglês Yázigi e CCAA foram as grandes responsáveis pela introdução do sistema de franquias no país.

A partir de então, as microfranquias lucrativas progrediram bastante, com a fundação da Associação Brasileira de Franchising em 1987 e com a Lei nº 8.955, que passou a vigorar em 15 de dezembro de 1994.

Investir em microfranquias é uma boa ideia?

Muitas pessoas começaram a enxergar nas microfranquias uma oportunidade de empreender e serem donas do próprio negócio. Começaram a pensar em aspectos facilitadores para trilhar um caminho de sucesso e riqueza.

As microfranquias lucrativas possuem muitas vantagens; mesmo que tenham os mesmos direitos, riscos, obrigações e desafios de uma franquia tradicional.

O negócio de investimento reduzido conta com diversos modelos, como: foodtrucks, quiosques, corner (espaço dentro de outra loja) ou home based (atividades realizadas em casa).

Esta última não necessita de ponto comercial, o que barateia ainda mais o custo da operação.

Isso fez com que muitos ‘marinheiros de primeira viagem embarcassem na ideia sem medir os possíveis riscos ou estudar os procedimentos necessários.

É imprescindível que esse estudo seja feito, tanto pela microfranquia, quanto pelo microfranqueado, caso contrário o barato pode sair caro.

Além de frustrar o seu desejo de expansão do negócio, pode ainda lhe causar problemas judiciais no futuro.

Vantagens em ter uma microfranquia

Uma das maiores, e claro a principal vantagem em ter uma microfranquia, é que a mesma oferece inúmeros benefícios tanto para o franqueado, quanto para o franqueador.

Para o franqueador

O principal benefício é a capacidade de usar o dinheiro de outras pessoas para expandir a marca mais rapidamente do que poderiam por conta própria ou por meio de investidores ou credores.

A taxa de franquia inicial e os royalties em andamento que eles coletam permitem que os franqueadores construam sua marca sem sacrificar o controle de estranhos ou a pressão de reembolsar os credores.

As taxas e royalties são utilizados para financiar operações na sede corporativa, treinar e apoiar franqueados, comercializar e anunciar a marca, melhorar a qualidade dos bens ou serviços e construir a marca no mercado.

Para o franqueado

Os benefícios para os microfranqueados incluem:

  • Uma maior chance de sucesso do que em uma empresa unipessoal;
  • Menor tempo de abertura;
  • Formação inicial e apoio contínuo;
  • Assistência na busca de um local ideal;
  • O poder de venda de uma marca conhecida;
  • Custos mais baixos através de compras em grupo;
  • Utilização de um modelo de negócio estabelecido;
  • Campanhas publicitárias nacionais e regionais;
  • Geração de leads de clientes através de sites e centros de atendimento centralizados;
  • Uma rede de pares (colegas franqueados) para fornecer aconselhamento e apoio moral através de uma intranet da empresa, conferências anuais e associações de franqueados.

Conclusão

Acredito que você tenha gostado de conhecer um pouco mais sobre as microfranquias.

Dentre tudo que foi abordado, podemos dizer que as principais vantagens apresentadas pelo negócio são: o baixo investimento e o rápido retorno.

Mas e se eu te disser que existe um modelo de negócio ainda mais inovador, com um funcionamento semelhante ao das microfranquias, mas sem burocracias cansativas?

Sim, esse modelo de negócio existe, é a Startup Primeira Mesa.

Uma idéia criativa e inovadora que veio para revolucionar o mercado da alimentação, que por sinal é um dos que mais cresce no país e no mundo.

O processo de seleção para novos parceiros do Primeira Mesa está aberto, e com um baixo investimento, você pode ser dono(a) da Startup na sua região e faturar alto.

Temos muitos parceiros ativos e satisfeitos que tiveram o retorno do investimento logo nos primeiros meses de operação.

Para saber mais sobre o assunto, acesse nossa apresentação completa, clicando no banner abaixo ↓↓↓

eBook Investir em Startups

Facebook Comments

Categorias: Microfranquias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.